GREVE BANCÁRIA: CAIXA ECONÔMICA E BANCO DO BRASIL ESTÃO DE PORTAS FECHADAS

Queremos englobar todos os bancos, mas os privados ainda resistem

Bancários em todo o Brasil iniciam nesta quinta-feira, 19, a greve nacional que reivindica um reajuste salarial de 11,93% (Reposição da inflação, mais aumento real de 5%). Atualmente o piso salarial de um bancário é de R$ 2.860,21.

Em Vilhena, a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, aderem a greve e não abrem suas portas nesta quinta-feira, 19, com greve sem previsão de término. Os outros bancos da cidade (Privatizados), terão seu funcionamento normal, porém, segundo o Diretor Regional da classe bancária, José Luiz , esses bancos deverão ao longo das reivindicações aderirem a greve.

José Luiz, disse em entrevista ao Rondônia Acontece, que na última greve feita pelos bancários no ano de 2012, resultados positivos foram alcançados. -Paramos o atendimento ao público por uma semana e fomos ouvidos. O reajuste veio conforme o esperado. Dessa vez não temos prazo para encerrar a greve, mas acredito que em menos de 15 dias já teremos uma condição melhor de trabalho e um salário justo aprovado.

Metas da paralisação

.Rejuste salarial

. Os bancários reivindicam o fim das metas individuais e abusivas

. Pressão que gera assédio moral e adoecimento dos funcionários

. Meta dos caixas e meta do dia .

DSCF5725